RESENHA: A Última Música - Nicholas Sparks

                               A Ultima Música - Nicholas Sparks
Sinopse:  Aos 17 anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virar de cabeçaa para baixo quando seus pais se divorciam e se pai decide morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particulamente do pai. Entretanto sua mãe decide que seria melhor os filho passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte.  O pai de Ronnie, ex pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameça voltar na Nova York antes de o verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e, conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência  que lhe proporcionará uma enorme felicidade - e dor - jamais sentida.
  Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão - o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão -, A Ultima Música demostra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras pelas quais o amor é capaz de partir e curar seu coração.

Autor : Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 397
Ano: 2010


  Ronnie é uma adolescente rebelde, teimosa e acha que é a única a ter problemas. Seus pais são divorciados e ela tem uma grande mágoa com ele por ter ido embora. Mora em Nova York com a mãe e o irmão.  Sua vida muda apartir da noticia que sua mãe lhe dá, passar as férias de verão com o pai.,contra sua vontade Ronnie e seu irmão partem para a pequena cidade em Wrigthtsville na Carolina do Norte.
 Steve Miller é músico, ex-pianista, grande talento pela qual sua filha herdou, mas se nega a tocar por lembrar do pai que os abandonou.
 A pricipio a aproximação entre Ronni e o pai é complicada, ela sempre briga, não tem paciência e evita o máximo ficar em casa. Ela vai ao festival local, e quando menos espera alguém entorna um copo de refrigerante em sua blusa e então ela conhece Will, com o tempo vai baixando a guarda e se apaixona profundamente por ele.
  Nicholas conta vários momentos do casal, conversas, passeios, brigas mas dessa vez (pela minha interpretação) é diferente, a história principal é entre ela e o pai, aos poucos ela vai cedendo e começa a ficar mais proxima. O livro me trouxe várias emoções, ele fala sobre o valor a família, a amizade, a vida e todos aqueles que nos amam. Ronnie descobre isso da pior forma possivel.

"O amor é frágil, Ronnie. E nem sempre cuidamos dele muito bem. A gente se vira e faz o melhor que pode, e torcemos para que esta coisa frágil, sobreviva apesar de tudo"
"A verdade só tem um significado quando é difícil de ser admitida."



Segue abaixo o Trailer do filme inspirado no livro.



Um comentário

  1. Eu ainda não li esse livro do Nicholas, e eu sou louca por seus livros, toda vez que começo a ler algum, não consigo parar a não ser que seja no final.

    Eu já vi o filme e me apaixonei pela história, só que o filme eles dão mais foco no romance dela. Espero ainda poder ler este ano este livro.

    Bjkas
    Marina :)
    Blog Leituras e Afins
    http://afinsdaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Todos comentários serão respondidos com muito carinho.
Volte Sempre.
Beijos
Dayse Ribeiro e Ana Rita

Topo