Resenha # 06: Sangue na Neve

Nome: Sangue na Neve
Autor: Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
Nº de Páginas: 416
Sinopse:A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.


O livro é sobre uma policial, Tessa Leoni, que se passa como uma mulher que apanhava do marido e, em um momento de desespero, atirou nele e sua filha Sophie desaparece. Mas não é bem isso que acontece, na verdade ela foi obrigada a inventar essa história para poder proteger sua filha, que na verdade foi sequestrada.
 Quem assume o caso é a detetive D.D Warren e seu parceiro Bobby Dodge.
 O livro tem três pontos de vista diferentes e dois tipos de narrações intercaladas: primeira e terceira pessoa. Em primeira pessoa Tessa Leoni mostra sua visão pessoal e temos as narrativas em terceira pessoa no ponto de vista de D.D. e também de seu parceiro Bobby . As partes que Tessa conta são muito mais interessante, agente fica mais por dentro do acontecimento e começa a questionar as situações.
 Não gostei muito da personagem D.D. é machista, arrogante, sempre acha que está certa e é insensível. Nesse livro ela desobre que está grávida por isso isso ficou um pouco mai sensível com o caso de Sophie, mas bem pouquinho e já no final do livro, rsrsrs.
 Tessa foi uma personagem muito bem construída. Durante todo o livro a autora nos deixa na dúvida se ela é inocente ou culpada. Durante suas narrações ela fala sobre seu passado doloroso.É uma jovem guerreira bonita,inteligente e desesperada para encontrar a filha. Não é de muitos amigos. D.D não suporta ela, e acredita que ela se faz de vítima.
 Bobby é um personagem muito mais humano, ele tem uma sensibilidade maior, principalmente por ter uma filha.
 Para quem gosta desse gênero vale a pena ler. Tem bastante sangue na neve. rsrsrs



Curtam a página do Blog  no Facebook!


4 comentários

  1. Não vejo a hora de ler esse livro, ele aborta um tema que eu amo!! Parabéns pela resenha.

    Beijocas,
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Dayse, já estou seguindo seu blog de volta.
    Estarei sempre aqui, sucesso sempre.

    Beijos http://likelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. E esse livro que não chega aqui em casa?? Eu super curiosa para ler e eles só me enganando que vai chegar e não chega! haha
    Adorei a resenha. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto de livros assim mas não muito se sangue na neve rsrs

    Beijos

    Andressa
    http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Todos comentários serão respondidos com muito carinho.
Volte Sempre.
Beijos
Dayse Ribeiro e Ana Rita

Topo