Resenha # 08: A Casa das Orquídeas

Nome: A Casa das Orquídeas
Autor: Lucinda Riley
Editora: Novo Conceito
Nº Páginas: 560
Sinopse:Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações.
Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park...
E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.



 Um livro um pouco grande, confesso que me assustou um pouquinho, mas como minha mãe leu 1º ela me convenceu que valeria a pena, e é verdade, valeu muito apena, pensei que ia demorar a ler mas foi apenas 1 semana e meia, a história linda e envolvente não me deixou cansar pelas 560 páginas.
 Conta sobre Julia, uma famosa pianista que perdeu o filho e o marido em um acidente de carro, morava na França, mas após o acidente sua irmã Alícia a levou para a sua cidade de origem. Foi morar em um chalé no alto no morro, pequeno, frio e úmido . Se manteve afastada de todos, tinha pesadelos, não comia direito e parou de tocar piano. Até que encontra com Kit Crawfor que cuidou delae a ajudou a se recuperar do trauma.
Wharton Park foi onde Julia passou parte de sua infância, adorava aquele lugar. Foi recém-herdada por Kit, mas devido a dívidas e reformas que necessitavam a casa foi colocada a venda.
 Durante a reforma de um chalé do pátio da casa que os avós de Julia moravam, Kit encontrou um diário antigo que contava a história de um prisioneiro da cadeia de Changi em Cingapura, eles imaginavam que fosse de Bill avô dela.
Júlia vai até a casa da avó Elsie entregar o diário e acaba descobrindo um pouco sobre o passado de sua família. Conta a história de 3 gerações, começa 1939 quando Elsie está aprendendo a ser uma dama de companhia, e em meio a segunda Guerra Mundial Harry Crawford o herdeiro de Wharton Park se casa precipitadamente com a jovem Olivia, mas o casamento é sem amor apenas por obrigação para pode ter um herdeiro. Ele deixa a família para ir lutar na guerra. Após a guerra quando Harry fica na Tailândia destinos se cruzam e mudam a vidas de muitos.
A Casa das Orquídias envolve dramas, tragédias, decisões, muito amor e segredos revelados. Não é um livro comum de amor, tem sua história diferenciada. Estou encantada com os personagens que são bem humanos e marcantes. Vale a pena ler.  É o primeiro livro de  Lucinda Riley que li, pretendo conhecer outros trabalhos dela.


3 comentários

  1. Oi Dayse,
    Poxa eu fiquei apaixonada com a história desse livro! Vi ele na promoção da Leitura do lado da minha casa, achei a capa bonita mas não sabia nada sobre ele então não comprei... Ai que dor no coração que dá agora rs
    Adoro livros que narram história de gerações assim, gosto muito de história e qualquer enredo de época me prende sabe?
    Gostei da resenha e fiquei doida pra comprar rs

    Ps: tem um livro muito bom e parecido que se chama A Casa dos Espíritos da Isabel Allende (não tem haver com fantasmas nem nada ahaha a história é belíssima e parecida com esse livro)

    O Vitrô

    ResponderExcluir
  2. Esse livrinho lindo continua na minha estante acho que quase 1 ano, e ainda não consegui ler, que pena, fico frustrada quando encontro uma resenha tão boa e eu ainda não consegui tempo pra fazer a leitura.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  3. Comprei esse livro totalmente pelo acaso.

    Naquela promo de livros a 10 reais no Submarino sabe? Entao, eu sempre abro guias com tudo que vejo pela frente que me interessa e vou selecionando depois. Devo ter clicado errado, porque esse livro foi parar la no meio. Acabei lendo a sinopse, vi coisa de Segunda Guerra (AMO <3); reparei na capa e PRONTO: coloquei no carrinho! haha

    Ta aqui, devo ler agora nas ferias porque com o tamanho ne, tem que ter tempo! Amei a resenha, flor!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Todos comentários serão respondidos com muito carinho.
Volte Sempre.
Beijos
Dayse Ribeiro e Ana Rita

Topo